Buscar
  • IPRC Brasil

Os Impactos da LGPD na Investigação Corporativa

A LGPD mudou o a forma com que lidamos com dados de diversas maneiras, mas afinal, quais são os impactos efetivos que ela tem na investigação corporativa? Neste mini post (mas de grande importância) falaremos sobre esse impacto no setor de auditoria.


A Lei Geral de Proteção de Dados, assim como o nome diz, procura regulamentar todas as atividades que envolvam tratamento de dados pessoais.


Lembrando sempre que não se trata apenas do que é feito durante a utilização dos dados e sim do ciclo completo, desde a coleta até o descarte desses dados.


As empresas poderão continuar realizando suas atividades, porém, com a obrigação de cumprir os requisitos da LGPD, incluindo o enquadramento em bases legais.


As bases legais são mecanismos que viabilizarão os tratamentos de cada operação.


Para as áreas de auditorias internas não será diferente. Ainda mais pelo fato de dos procedimentos de auditorias estarem diretamente conectados com tratamento de dados pessoais dos funcionários e/ou terceiros.


Logo, cada companhia deverá analisar o fluxo de dados e encaixá-lo o quanto antes na base legal mais adequada, prosseguindo assim com as investigações internas, visto que estas são de alta importância para as organizações.


Portanto o “x” da questão está em conseguir adaptar os procedimentos às bases legais, de maneira que esse não perca efetividade. Para o setor de auditoria a base legal de maior importância é a denominada Legítimo Interesse.


E aí, o que achou? Ficou mais fácil (ou menos difícil) entender o impacto da LGPD nas investigações corporativas?


Esperamos que esse conteúdo tenha contribuído. Qualquer dúvida ou sugestão basta deixar seu comentário abaixo. Obrigado e até a próxima!

0 visualização